segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Problemática do Deslocamento Humano pelos Efeitos Climáticos - Refugiados Ambientais

A questão acerca dos imigrantes tem se tornado cada vez mais complexa. A marcha dos imigrantes, da América Central, rumo aos Estados Unidos da América é um símbolo desta situação. No entanto, há um tipo de deslocamento humano que também deve ser observado com atenção. São os refugiados ambientais. Não podíamos deixar de apresentar no Blog este artigo que faz uma abordagem interessante a respeito da influência de eventos climáticos no deslocamento da população entre cidades, estados e, até mesmo, países.


Vulnerabilidade induzidas pelo deslocamento Humano com as mudanças climáticas.


Trabalho científico aborda a relação entre vulnerabilidade do deslocamento da população humana induzido pela mudança climática. Segundo o texto Mudanças climáticas antropogênicas estão cada vez mais alterando a forma como as pessoas vivem.
Para os pesquisadores uma consequência significativa dos efeitos destas alterações são os deslocamentos humano devido aos efeitos climáticos, tais como furacões, aumento do nível do mar e seca. As pessoas deslocadas pelos efeitos das mudanças climáticas sofrem com uma lacuna de proteção legal.  O Aumento da atenção mundial para o tema vem sendo aumentado, bem como, as tentativas de encontrar uma solução para este vazio legislativo.
O artigo explora a relação entre a vulnerabilidade e as alterações climáticas com deslocamentos induzidos pela ocorrência de furacão na Costa do Golfo dos Estados Unidos, ciclone em Bangladesh, e seca na Somália.
A análise destes estudos de caso demonstrou que existe uma relação entre as populações socioeconomicamente vulneráveis ​​e as populações deslocadas. Tanto em países desenvolvidos, como em países em desenvolvimento, o deslocamento do meio ambiente afeta desproporcionalmente as populações vulneráveis.
Conclui-se da pesquisa que uma política destinada a resolver a questão da proteção legal, para as pessoas deslocadas por razões ambientais, deve abordar as desigualdades socioeconômicas que fazem os grupos marginalizados mais vulneráveis ​​às alterações climáticas. Trata-se de uma questão de responsabilidade social.


Fonte: Shweta Jayawardhan. Universidade de Washington consilience journal. Licenciado Creative Commons License (CC-BY).




Por Blog Canal Cidade


.
Compartilhe em suas Redes Sociais!


Sobre:
O Blog Canal Cidade visa compartilhar conteúdo e proporcionar a troca de informações das mais diversas áreas do conhecimento e cultura, além de notícias.


0 comentários:

Enviar um comentário

 
Política de Cookies | Política de Privacidade | Termos de uso | Sobre

João 3 16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.