sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Smart City: Cidades Inteligentes no Brasil e o uso de Tecnologia

A tecnologia evolui continuamente e agora está tornando nossas operações “mais inteligentes”. Precisamos ver cidades inteligentes no Brasil. Tecnologia de hoje nos trouxe termos como Internet das Coisas e Cidades Inteligentes - conceitos centrados em tecnologia e sua entrega. 


Smart City: As Cidades Inteligentes


Estacionamento inteligente, iluminação pública inteligente, construção inteligente, espaço inteligente, estes são alguns dos elementos que se enquadram nesta categoria de melhorar a qualidade de vida dos cidadãos e visitantes. Cidades Inteligentes tornaram-se um mecanismo para tentar impulsionar o desenvolvimento econômico e atrair visitantes. 

O mesmo acontece com o Internet das coisas, outro termo usado para tecnologia, que coleta dados que podem fornecer serviços aprimorados, incluindo sensores, carros conectados, gerenciamento de ativos e outros pode melhorar eficiências e potencialmente economizar dinheiro. Cidades inteligentes geralmente têm uma forma de mecanismo de engajamento onde os cidadãos podem participar do governo. Isso pode ser na forma de fornecer feedback, emitir ordens de serviço e / ou compartilhar informações sobre serviços e eventos da cidade tais como fechamentos de estradas ou horários de feriados para serviços municipais, bem como outras formas de participação que pode ser alcançada por aplicativos móveis e / ou recursos do site. Além do que, além do mais, algumas comunidades implementaram o uso de drones ou tecnologia 3D para fornecer valor adicional às suas iniciativas de “Cidade Inteligente”.

Exemplos de cidades inteligentes no Brasil

Infelizmente, aqui no Brasil, o conceito de cidades inteligentes ainda não é muito comum. Porém, em outros países, várias cidades já começaram a implantar tecnologias inovadoras podem aumentar a qualidade de vida dos habitantes, uma vez que tornam as operações urbanas mais eficientes, ou seja, são cidades que usam soluções pensando nos moradores, na melhoria do dia-a-dia, usando a tecnologia e outros recursos disponíveis. 

Mas, mesmo o conceito de cidades inteligentes não sendo muito usado no Brasil, há várias cidades no nosso país com projetos interessantes.

Abaixo você conhecerá algumas das cidades brasileiras que aplicaram algumas alternativas inteligentes com uso de tecnologia. 


Smart City Laguna é um exemplo, no Brasil, de cidades inteligentes 

A cidade se localiza no distrito de Croatá, município de São Gonçalo do Amarante, no Ceará. O local foi projetado sobre quatro vertentes: sistemas tecnológicos, ambiente construído, recurso do ecossistema e pessoas. 
Por conta disso, Laguna se torna uma proposta única de cidade inteligente, uma vez que ela foi pensada para ser uma cidade inclusiva e acessível. A cidade deverá possuir áreas residenciais que ficam próximas dos comércios e empresas. Com isso, os deslocamentos diários são minimizados. 


Cidades inteligentes no Brasil
Laguna
A cidade conta ainda um aplicativo que serve para simplificar a vida dos habitantes. Os moradores recebem informações detalhadas sobre os gastos da sua casa e também sobre tudo que é consumido na manutenção da cidade. 


Cidades com projetos inteligentes e uso de tecnologia

Barueri é se destaca no quesito economia 

A cidade é um polo de empregos nos setores de negócios, serviços, logística e indústria e merece destaque por ser a primeira cidade a possuir toda a sua distribuição de energia formada por redes inteligentes. Isso se deve ao projeto da Eletropaulo, sistema Smart Grids.
Um dos principais benefícios do projeto, é que os moradores da cidade sabem o quanto consumiram no mês na sua casa, comércio, empresa ou outro imóvel. O Smart Grids também possui um controle remoto de aparelhos eletrônicos, que podem ser ligados ou desligados mesmo de longe. 
Essa é uma excelente forma de economizar energia, já que o morador pode desligar aparelhos que ficaram ligados na sua casa ou na sua empresa. A ideia é de que o sistema seja implantado em toda a cidade até 2019. 

A cidade também já implantou o Detecta, um projeto do Estado que tem o objetivo de monitorar crimes e combater a violência. Com o sistema, é possível disparar alarmes em determinadas situações. 
Já na área da saúde, foi implantado o Sistema de Inteligência a Serviço de Saúde. Várias soluções inteligentes devem ser instaladas na cidade com o funcionamento desse sistema. Uma delas é o prontuário eletrônico do paciente, mais rápido e podendo ser acessado de qualquer unidade de saúde da cidade. 

Rio de Janeiro destaque com centros de tecnologia e inovação 

Instituições que apoiam a tecnologia, excelente infraestrutura das instituições de ensino superior e ambientes que são favoráveis à inovação, como o CENPES e a COOPE. Isso faz com que a cidade se destaque foco na tecnologia e inovação nestes ambientes. 

São Paulo e o empreendedorismo 

A cidade conta com o Programa Empreenda Fácil, que permite diminuir em sete dias o tempo gasto para abrir uma empresa. No critério de empreendimento, São Paulo fica na frente de outras capitais brasileiras. 

Belo Horizonte possui destaque positivo para sustentabilidade 

A cidade também é conhecida por “cidade jardim”. Isso porque ela possui ótimos índices de Saneamento Básico e coleta pública de lixo. A cidade mineira também recebe o título de “capital solar do país”, já que usa essa energia no estádio do Mineirão. 



4 características que as Cidades Inteligentes devem ter

Com a crescente sofisticação dos avanços tecnológicos, a tecnologia tornou-se mais importante e proeminente em nossas vidas cotidianas. Um influxo contínuo de recursos, funções e serviços, tanto online quanto em dispositivos pessoais, nos tornam cada vez mais conectados. O avanço de tecnologias de celular, melhores serviços aos cidadãos, texto, e-mail, bate-papos, aplicativos de vídeo e dispositivos tecnologias tornam possível estar em contato um com o outro em praticamente qualquer local. A tecnologia tornou-se uma necessidade. Em nosso mundo conectado, é essencial ter certeza de que a tecnologia não está apenas disponível, mas também segura e econômica; com as expectativas de hoje para acesso instantâneo e estabilidade confiável, pode ser difícil encontrar um equilíbrio, mas a tecnologia pode ser uma ferramenta estratégica que pode ajudar as cidades a fornecerem serviços necessários aos seus cidadãos.

1. Fornecimento de serviços com tecnologia


Muitas cidades usam a tecnologia para envolver e transmitir informações importantes para os bem como oferecer muitos serviços que afetam sua vida cotidiana. A tecnologia é uma espinha dorsal para fornecimento de serviços como estradas seguras e bem conservadas, livres de lixo e detritos e luzes de rua que ajudam o fluxo de tráfego e a qualidade do ar. Afeta a segurança pública, assegurando a polícia e o fogo pode responder a emergências e outros incidentes em tempo hábil - o que pode salvar vidas.

2. Disponibilização de serviços on-line


A tecnologia fornece uma conexão aprimorada e mais pessoal para o alcance e envolvimento com os cidadãos. Além disso, contribui para a água limpa e segura e muitos outros serviços necessários que não pensamos no dia-a-dia. A tecnologia tornou-se não apenas uma conveniência, mas também uma necessidade pessoal para nossos residentes. Serviços incluindo permissão on-line, pagamento de contas de serviços públicos, localização de ônibus, informações de uso de água, serviços de estacionamento, segurança pública e outros, todos desempenham um papel na qualidade vida. Como resultado, é muito importante que os provedores de serviços se preocupem em garantir que sistemas estão a funcionar de forma eficiente, eficaz e segura, de modo a que as necessidades dos sejam contempladas. Não é mais uma expectativa de que essas tecnologias estejam disponíveis; isto é uma expectativa de que elas funcionem bem continuamente. Além disso, o cenário cibernético de hoje inclui um número crescente de ameaças a cidades que precisam ter cuidado para garantir que as salvaguardas adequadas estejam em vigor para proteger os sistemas. A segurança é uma provisão que não pode ser negligenciada, mas muitas organizações não têm disposições necessárias no lugar - é uma reflexão tardia.

Em média, as cidades gastam 2,5% a 3% de seus orçamentos globais em tecnologia; eles devem garantir que a tecnologia implementada é rentável, fornece os serviços adequados e que os impostos dos contribuintes não são desperdiçados.


Varsóvia

3. Uso de Computação na Nuvem (nuvem digital )


Muitas cidades incorporaram a computação em nuvem e / ou ofertas hospedadas como parte de suas operações. A computação em nuvem, onde faz sentido, pode oferecer economia de custos, facilidade de acesso e oportunidades para ser ágil. Dito isso, nem todas as ofertas de nuvem são medidas de economia de custos, portanto, a organização precisa avaliar cuidadosamente os custos com os benefícios de migrar para a nuvem e / ou manter suas operações internamente. Existem prós e contras de tudo. Sabendo que a computação na nuvem para uma cidade ou organização depende não apenas dos recursos e ofertas de serviços, mas também todos os custos e considerações, como segurança, disponibilidade e reputação do provedor. Um tamanho faz não serve para todos.

4. Tecnologia como investimento


A tecnologia precisa ser considerada por qualquer organização. Tradicionalmente, é frequentemente considerado uma necessidade operacional, operando nos bastidores ou como uma reflexão tardia. No entanto, deve ser um parte integrante das operações de qualquer organização. A espinha dorsal de muitos serviços, pode aumentar eficiências e potencialmente gerar receita - deve ser considerado de extrema importância. A tecnologia deve ser considerada um investimento no bem-estar da comunidade e dos cidadãos considerando aspectos como:

  • energia solar  
  • mobilidade urbana 
  • internet das coisas 
  • energia eólica 
  • economia verde 
  • coesão social 
  • planejamento urbano 
  • outros


 De fato, a tecnologia deve ser considerada uma ferramenta estratégica, inserida no contexto do planejamento de cada cidade do futuro.




Por Blog Canal Cidade


.
Compartilhe em suas Redes Sociais!


Sobre:
O Blog Canal Cidade visa compartilhar conteúdo e proporcionar a troca de informações das mais diversas áreas do conhecimento e cultura, além de notícias.


0 comentários:

Enviar um comentário

 
Política de Cookies | Política de Privacidade | Termos de uso | Sobre

João 3 16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.